SÍNDROME DOS OVÁRIOS POLICÍSTICOS: MITO OU REALIDADE?

Uma visão unitária da fisiopatologia ovariana e crítica
ao "Consenso de Rotterdam 2003".

"Toda a fisiologia da reprodução está centrada na liberação periódica de um óvulo, cujo objetivo final é a perpetuação da espécie. Para que isto aconteça é necessário uma adequada função ovariana, onde a ovulação e secreção de esteroides sexuais ocorram de uma maneira regular e finamente sincronizada. Estes eventos dependerão da presença de uma população folicular adequada, que responderá a estímulos específicos de outros centros que integram o chamado eixo cortex-hipotálamo-hipófise-ovário."

Clique aqui para fazer o Download do texto completo.